Programação 6º Congresso Brasileiro de Tricô

Programação do 6º Congresso Brasileiro de Tricô

Dia 06/04/18 – Abertura do Congresso
18:30 a 19:45 – Entrega de crachás.
20:00 – Abertura do evento, bate-papo com Daísma Vaz do Blog By Day. Participantes do Congresso terão livre acesso. Outros convidados mediante pagamento de R$ 30,00.

Dias 7 e 8/4/18 – Feira de Expositores
Horário 08:00 às 18:30. A entrada será gratuita desde que efetue cadastro na recepção do Congresso.

Dias 7 e 8/4/18 –Oficinas
12 interessantes aulas fazem parte do Congresso. São 3 aulas simultâneas por período (manhã ou tarde) para você escolher entre elas a que mais lhe interesse. Você poderá participar no máximo de 4 oficinas, uma em cada período.

Mas, atenção: ao se inscrever em aulas duplas (as que tem Parte 1 e Parte 2), é obrigatória a participação nas DUAS aulas, já que uma complementa a outra.

Custo unitário por aula R$120,00.  Promoção até 31/10/17 => ao se inscrever em 4 aulas no fechamento das compras escreva 4aulas e depois clique em “aplicar cupom” para ter o desconto de R$ 80,00. Ficará com o total em R$ 400,00 (R$ 100,00 por aula). Após 31/10 haverá aumento no valor das aulas.

Atenção – Quanto as inscrições:
a) Garanta a sua matrícula o quanto antes, pois as vagas são limitadas.
b) Sua reserva de vaga só estará confirmada após o recebimento do pagamento e mensagem confirmando a inscrição.
c) As inscrições pela internet ficarão abertas até as turmas lotarem ou até o dia 25/03/18, o que acontecer primeiro. A partir de 26/03/18 apenas durante o evento, na recepção do Congresso e em dinheiro; não aceitamos cartões.
– O valor da inscrição não determina que haverá material incluso. Verifique, de acordo com a aula escolhida, todo o material que precisará levar. Breve descritivo e o material necessário para cada aula, estão no fim desta página.

Depois de escolher apenas uma aula por período utilize o menu lateral para COMPRAR.

07/04/2018 – Aulas de Sábado de Manhã (08:30 – 12:00) 

Entrelac (básico, circular, sem virar o trabalho…) Barrados e Acabamentos – Detalhes que fazem a diferença – Parte 1 Pontos Rendados: trabalhos tubulares, aumentos e diminuições
Prof.: Beatriz Medina Prof.: Crestina Consorti Prof.: Marusca Avena

07/04/2018 – Aulas de Sábado à Tarde (14:00 – 18:00) 

Montagem Barra Tubular e Arremate tubular Almofada com motivos Celtas Ponto brioche básico (em meia, em tricô, com 2 cores) – Parte 1
Prof.: Beatriz Medina Prof.: Crestina Consorti Prof.: Cris Sasaki

08/04/2018 – Aulas de Domingo de Manhã (08:30 – 12:00) 

Blusa Top-down Barrados e Acabamentos – Detalhes que fazem a diferença – Parte 2 Desmistificando Decotes
Prof.: Beatriz Medina Prof.: Crestina Consorti Prof.: Marusca Avena

08/04/2018 – Aulas de Domingo à Tarde (14:00 – 18:00) 

Blusa Top Down – Método Contiguous Desvendando Cavas Ponto Brioche Avançado (aumentos e diminuições) – Parte 2
Prof.: Beatriz Medina Prof.: Marusca Avena Prof.: Cris Sasaki

 

Se você não for de Curitiba e região e quiser se hospedar no hotel do evento, encaminhe mensagem para Lucimara, no e-mail comercial@nacionalinncuritiba.com.br.
Informe que é para o Congresso de Tricô, caso contrário receberá a informação de que está lotado, pois já bloqueamos os apartamentos para as alunas.

 

OFICINAS

Quer saber mais detalhes sobre as oficinas? Fizemos um breve resumo para facilitar sua escolha.

1) AULAS DO SÁBADO (07/04/18) de MANHÃ (8:30 – 12:00)

1.A) Entrelac

Descritivo: esse ponto é garantia de sucesso! As peças feitas com ele sempre chamam a atenção; à primeira vista, parece que tiras de tricô foram tecidas. Muita gente tem medo de experimentar o tricô entrelaçado, mas ele é bem mais simples do que parece; só se trabalham poucos pontos de cada vez. Nesta aula será abordado o básico da interessante técnica de entrelac. Você aprenderá como começar, como formar os quadrados encaixados, como terminar e como criar peças com essa técnica, que pode ser trabalhada em camadas de ida e volta ou circulares.

Requisitos: saber montar pontos, fazer meia e tricô, fazer aumentos e diminuições.

Materiais: Fio simples e liso de espessura média ou grossa, ao gosto da tricoteira. A técnica combina muito bem com fios matizados. Não é preciso adquirir um novelo inteiro; restos de fio de cores diferentes servirão. Trazer agulhas compatíveis com o fio, retas ou circulares.

Professora: Beatriz Medina.

 

1.B) Barrados e Acabamentos – Detalhes que fazem a diferença – Parte 1

Aula Dupla. 

Descritivo: O conteúdo desta oficina compreende uma coleção de técnicas, segredinhos e dicas que fazem toda a diferença para o aspecto final de uma peça de tricô com acabamentos primorosos. Nesta oficina serão apresentados 3 diferentes tipos de bainhas alternativas para a tradicional barra 1/1 que servem como elementos decorativos e também para impedir a peça de enrolar.

Você aprenderá como:

  • – iniciar uma montagem tubular para barras sanfonadas,
  • – como fazer debruns (que podem ser aplicados em aberturas frontais, bolsos, decotes….) e tiras de abotoamento que fazem qualquer peça em ponto simples ficar com aspecto profissional,
  • – a usar o debrum como transição para aplicação de zíper, e
  • – a fazer transição para um acabamento de decote e de zíper com duas faces onde os excessos de tecido e tiras do zíper ficam embutidas.

Requisitos:  saber Ponto Meia, aumentos, diminuições, manusear agulhas circulares, é desejável que o aluno saiba fazer e treine costuras invisíveis em ponto meia para que possa aproveitar a oficina plenamente.

Materiais: 2 cores do mesmo fio compatível com ag. 5 mm; (Mollet ou Alice da Círculo), Ag. para tricô 5 mm; Ag. para tricô circular 4 mm; (seria adequado uma agulha 7 ou 8 mm, mas se for difícil, vou rever a estratégia); Ag. para tapeçaria; 2 amostras em Ponto Meia de 18 p. e carreiras suficientes para ter um quadrado (teça sempre o 1º p., não passe sem fazer); tesoura, fita métrica e ag. de crochê.

Professora: Crestina Consorti

 

1.C) Pontos Rendados: Trabalhos tubulares, aumentos e diminuições

Descritivo: os trabalhos rendados são maravilhosos, mas podem dar muita dor de cabeça na hora de fazer aumentos ou diminuições. Nesta aula você aprenderá como movimentar, sem medo de errar, os desenhos rendados ao fazer aumentos ou diminuições.

Requisitos: saber trabalhar com laço mágico (agulhas circulares).

Materiais: agulha circular, 1 novelo de fio para tricotar, caderno, caneta ou lápis e borracha, marcadores, tesoura.

Professora: Marusca Avena.

 

2) AULAS DO SÁBADO (07/04/17) A TARDE (14:00 – 18:00)

2.A) Montagem Barra Tubular e Arremate tubular

Descritivo: Essa montagem e esse arremate têm várias vantagens: são elásticos, iguais e dão um acabamento elegante. Com a peça pronta, fica muito difícil saber onde o trabalho começou e terminou. Leve seu tricô a um nível mais alto, com acabamento profissional.

Requisitos: saber os pontos meia e tricô. Saber fazer correntinha em crochê ajuda mas não é absolutamente necessário.

Materiais: Fio simples e liso de espessura média ou grossa; agulhas compatíveis com o fio, retas ou circulares; tesoura; agulha de tapeçaria grossa, com olho grande e ponta rombuda; uma agulha de crochê do mesmo número das agulhas de tricô; um resto de fio liso de algodão, médio ou grosso (Anne, Camila Fashion, Bella, Duna)

Professora: Beatriz Medina.

 

2.B) Almofada com motivos Celtas (um passo além do tricô Irlandês – do Aran tradicional aos motivos Celtas)

Descritivo: desde a década de 50 do século passado quando o tricô tradicional de ilhas da Escócia e Irlanda ganhou o mundo, muitas técnicas e modelagens foram adicionadas ao repertório clássico de cordas e tranças do Aran tradicional. Uma grande inovação ocorreu nos anos 90 com os desenhos inovadores de Alice Starmore, que traduziu em pontos meia e tricô os tradicionais desenhos e nós das culturas celta e viking.

Esta técnica permite criar desenhos intrincados de linhas infinitas que parecem extremamente complexos mesmo para tricoteiros experientes mas que são simples de executar.

Nesta oficina os alunos terão uma breve introdução a alguns fatos históricos interessantes e intrigantes envolvendo o tricô Aran e seus derivados e vão tricotar um nó celta com a instrutora.

Requisitos: conhecer pontos básicos do tricô, Ponto meia, avesso do Ponto meia e é desejável conhecimento básico com cordas e tranças simples.

Materiais: ag. 6 mm, fio compatível, ag auxiliar de trança, ag de tapeçaria, ag de crochê, lápis, papel. Sugestão de fios: retrô ou classic da círculo.

Professora: Crestina Consorti.

 

2.C) Iniciando no ponto Brioche – ponto brioche em meia, em tricô, com 2 cores – Parte 1

Aula Dupla. 

Descritivo: venha aprender este ponto tão popular que não tem avesso. Lindo em uma cor, ainda mais exuberante em 2 cores. Aprenda o ponto brioche em Meia, o ponto brioche em tricô, brioche em carreiras (reto) e o brioche circular (em voltas).

Você receberá, além do material com as instruções para o ponto brioche,  a receita “Brioche Cowl”, uma linda gola em ponto Brioche de autoria de Cris Sasaki.

Materiais: 2 novelos de fio (um de cor clara e outro de cor escura) que será fornecido pela Lanafil, 1 jogo de agulhas de 2 pontas 4,00mm ou 4,50mm ou 1 agulha circular 4,00mm ou 4,50mm de 40cm, no máximo, marcadores de carreiras (normalmente conhecido como “cadeado”) ou argolas abertas, tesoura e lápis para anotações.

Requisitos: conhecimento em ponto meia, ponto tricô e laçada, assim como sua perfeita identificação e conhecimento em tricô circular (utilização de agulhas de 2 pontas ou agulha circular).

Professora – Cris Sasaki.

 

3) AULAS DE DOMINGO (08/04/17) PELA MANHÃ (8:30 – 12:00) 

3.A) Blusa Top-down

Descritivo: Método mais fácil para fazer blusas de tricô que dão certo. É o que exige menos cálculos, pois a peça pode ser provada enquanto se vai tricotando. Livre-se da ditadura das receitas e dê asas à imaginação fazendo blusas e agasalhos para crianças e adultos de qualquer tamanho.

Requisitos: Saber montar pontos, fazer pontos meia e tricô, fazer aumentos, montar pontos no meio do trabalho.

Materiais: Fio simples e liso de espessura média ou grossa; agulhas compatíveis com o fio; tesoura; agulha de tapeçaria com olho grande e ponta rombuda; restos de fio de algodão de cor contrastante (Anne é uma boa pedida, mas qualquer um que seja mais fino que o fio do trabalho servirá); marcadores para pôr na agulha (argolinhas, clipes, até mesmo pedaços pequenos de fio de algodão amarradinhos em anel); agulha de tricô compatível com o fio, de preferência circular.

Professora: Beatriz Medina.

 

3.B) Barrados e Acabamentos – Detalhes que fazem a diferença – Parte 2

Aula Dupla. 

O conteúdo desta oficina compreende uma coleção de técnicas, segredinhos e dicas que fazem toda a diferença para o aspecto final de uma peça de tricô com acabamentos primorosos. Nesta oficina serão apresentados 3 diferentes tipos de bainhas alternativas para a tradicional barra 1/1 que servem como elementos decorativos e também para impedir a peça de enrolar.

Você aprenderá como:

  • – iniciar uma montagem tubular para barras sanfonadas,
  • – como fazer debruns (que podem ser aplicados em aberturas frontais, bolsos, decotes….) e tiras de abotoamento que fazem qualquer peça em ponto simples ficar com aspecto profissional,
  • – a usar o debrum como transição para aplicação de zíper, e
  • – a fazer transição para um acabamento de decote e de zíper com duas faces onde os excessos de tecido e tiras do zíper ficam embutidas.

Requisitos:  saber Ponto Meia, aumentos, diminuições, manusear agulhas circulares, é desejável que o aluno saiba fazer e treine costuras invisíveis em ponto meia para que possa aproveitar a oficina plenamente.

Materiais: 2 cores do mesmo fio compatível com ag. 5 mm; (Mollet ou Alice da Círculo), Ag. para tricô 5 mm; Ag. para tricô circular 4 mm; (seria adequado uma agulha 7 ou 8 mm, mas se for difícil, vou rever a estratégia); Ag. para tapeçaria; 2 amostras em Ponto Meia de 18 p. e carreiras suficientes para ter um quadrado (teça sempre o 1º p., não passe sem fazer); tesoura, fita métrica e ag. de crochê.

Professora: Crestina Consorti.

 

3.C) Decotes – Como fazer

Descritivo: para fazer um bonito decote você sabia que há proporcionalidade? Nesta aula você aprenderá sobre proporcionalidade no cálculo de decotes V, careca, U, canoa, gola xale e gola polo.

Requisitos: ter conhecimento de como fazer diminuições e saber trabalhar com agulha circular ou jogo de 5 agulhas.

Materiais: trazer caderno, caneta ou lápis e borracha, fita métrica, régua, marcadores, agulha de tapeçaria e tesoura. Também trazer amostra:

  • – com no mínimo 70 pontos e deverá simular as costas (com 25 cm de comprimento) + a frente cujo decote deverá começar aos 2 cm do início desta parte. O comprimento do ombro ao início do decote deverá ter 23cm. Costurar os ombros. Nela você verá no decote V: como pegar pontos ao redor do decote, como fazer um decote V perfeito e o arremate tubular.
  • – Trazer também uma amostra de 40 pontos em barra de 1×1 para aprender o arremate para gola polo e gola xale.
  • – caso queira aprender o arremate costurado, que fica igualzinho à montagem de pontos, trazer mais uma amostra de 40 pontos em barra 1×1.

Professora: Marusca Avena.

 

4) AULAS DE DOMINGO (08/04) à TARDE (14:00 – 18:00)

4.A) Blusa Top Down – Método Contiguous

Descritivo: esse método de construção de blusas e casacos começa do pescoço e difere do raglã porque os aumentos seguem a linha dos ombros. Assim, forma-se um conjunto tradicional de cava e manga com ótimo caimento. Aprenda esse método e crie peças elegantes com caimento perfeito.O método Contiguous permite construir, numa única peça e começando do decote das costas, uma blusa com mangas encaixadas. Os cálculos são reduzidos, porque é possível experimentar a peça no corpo conforme vamos tricotando.

Requisitos: Saber montar pontos, fazer pontos meia e tricô, fazer vários tipos de aumentos, montar pontos no meio do trabalho, trabalhar com agulhas circulares.

Materiais: Fio simples e liso de espessura média ou grossa; agulhas compatíveis com o fio; tesoura; agulha de tapeçaria com olho grande e ponta rombuda; restos de fio de algodão de cor contrastante (Anne é uma boa pedida, mas qualquer um que seja mais fino que o fio do trabalho servirá); agulhas de tricô circulares de espessura compatível com o fio.

Professora: Beatriz Medina

 

4.B) Cavas – Como Fazer

A aluna aprenderá como fazer uma cava perfeita. Serão abordadas as cavas retas, de camisa, raglan e a saddle sleeve. 

Requisitos: nível intermediário. Deve saber fazer diminuições.

Materiais: trazer caderno, caneta ou lápis e borracha, fita métrica, régua, marcadores, agulha tapestry, tesoura.

Professora: Marusca Avena.

 

4.C) Ponto Brioche Avançado – Aumentos e Diminuições – Parte 2

AULA DUPLA.

Descritivo: quer aprender a inversão diagonal no Brioche (“syncopated”) além de diversos aumentos e diminuições no ponto Brioche que irão permitir a execução de lindos projetos? De quebra ainda verá também a montagem tubular, fundamental para um acabamento refinado no ponto Brioche.

Você receberá além do material com as instruções para a inversão, aumentos e diminuições, a receita “Jacki Scarf” de autoria de Nancy Marchant (ela autorizou a tradução e a utilização desta receita para esta oficina).

Materiais: 2 novelos de fio (um de cor clara e outro de cor escura) que será patrocinado pela Lanafil, 1 jogo de agulhas de 2 pontas 4,00mm ou 4,50mm ou 1 agulha circular 4,00mm ou 4,50mm de 40cm, no máximo, marcadores de carreiras (normalmente conhecido como “cadeado”) ou argolas abertas, tesoura e lápis para anotações.

Requisitos: conhecimento e identificação do ponto Brioche em Meia e em Tricô e conhecimento em tricô circular (utilização de agulhas de 2 pontas ou agulha circular). Ter participado da Aula Brioche Básico – Parte 1.

Professora – Cris Sasaki.

 

Traga as suas agulhas e venha tricotar conosco!!

 

Para fazer reserva no hotel envie e-mail para comercial@nacionalinncuritiba.com.br e informe que é para o Congresso. Já bloqueamos vários apartamentos e se você não informar receberá a informação que está lotado.

Dúvidas ou informações envie para congressodetrico@gmail.com